Música Para Beber e Brigar

Clique aqui para baixar.
Click here to download.

Pra começar o blog e também fazer uns testes, vou postar o primeiro álbum: Matanza – Música Para Beber e Brigar (Deckdisc/2003).

Este é o segundo álbum dessa excelente banda de hardcore/thrash com uns toques de country e letras com altos níveis de álcool. Assim como o título sugere, esse álbum contém músicas bem pesadas tratando de temas como brigas e bebedeira. Matanza é o que pode se chamar realmente de “música pra macho”, mas apesar desse aspecto áspero, qualquer menina pode curtir também, porque as letras são sempre levadas com muito bom humor que só eles sabem passar.

O Matanza é um tipo de banda feita simplesmente para divertir. Não espere extensos solos de guitarra ou riffs progressivos por aqui, a simplicidade é a regra. Claro que eu não vou desmerecer a qualidade técnica dos membros, porque afinal, todos mostram exatamente a que vieram, mantendo inclusive (esse ponto eu acho crucial em qualquer banda) o nível do estúdio nos shows ao vivo.

Pra quem toca algum instrumento e gosta de ficar reparando nas composições, creio que ficará satisfeito em encontrar riffs simples porém muito divertidos de serem tocados, e que transmitem exatamente o que a música precisa.

As letras, por sua parte podem causar alguma polêmica. Não são todas as pessoas que gostam de odes à bebedeira (que compões maioria absoluta das letras deste álbum). Mas o ponto que eu gostaria de destacar é que tudo isso é feito com muito bom humor e em nenhum momento pode-se perceber um teor “doutrinário”. Creio que qualquer um, mesmo aqueles totalmente avessos ao álcool possa gostar de letras como a de “Bom é quando faz mal”, bastando para isso, apenas gostar do bom e velho Rock n’ Roll.

Gostaria de dar destaque as faixas “Pé na porta, soco na cara”, que inclusive teve um clipe lançado; “O último bar”, que fala de toda a tristeza de um bêbado pela manhã e a veloz “Interceptor V6”, a melhor faixa do álbum na minha opinião.

É um disco muito divertido e bem construído na parte instrumental, que está bem pesada e garante boas horas de bate-cabeça.

Anúncios